sábado, 22 de setembro de 2012

O medidor de pressão digital é melhor que o tradicional?




Não. Foi o que mostrou um estudo sobre técnicas de medição da pressao arterial. Segundo o estudo, desenvolvido no Good Samaritan Hospital, em Los Angeles, o medidor de pressao digital mostra, em média, 20 mm de mercúrio a menos do que o medidor tradicional. Na prática, é o seguinte: se no medidor tradicional eu tiver uma medida de pressão sistólica de 133 mm de Hg (13,3), no medidor digital essa medida seria de 131 mm de Hg (13,1). Na pressão diastólica, a diferença também foi substancial: 72 mm de Hg no digital (7,2) contra 70 mm de Hg no tradicional (7,0). Segundo César Jardim, supervisor do pronto-socorro do Hospital do Coração, “essa diferença pode representar uma mudança de conduta médica”.
Para você entender melhor, o método tradicional usa o método auscultatório, que usa um manômetro de mercúrio e um estetoscópio, posicionado no braço do paciente. Com ele, o médico ouve os sons da pulsação e pode determinar a pressão sistólica (máxima), e a diastólica (mínima). O aparelho mais novo, o oscilométrico, calcula as pressões sistólicas e diastólicas com base na média, e exige menos prática e conhecimento técnico por parte do usuário.
Se você tem pressão alta e usa o aparelho digital, não se preocupe! Você pode e deve continuar a usá-lo normalmente, mas fica uma dica: quando você for ao seu médico, leve o aparelho digital. Assim, vocês poderão comparar a medida do seu aparelho com a medida realizada pelo método tradicional, e verificar se há diferença entre eles.
Fonte: blog: Doutor, me Explica?

Nenhum comentário: